Domingo, 17 de Fevereiro de 2008

Rui revela-se

                  

 

Depois de workshops em representação, o jovem actor tem no rebelde Bruno a sua primeira personagem. Conseguiu atingir o objectivo mas deixa transparecer alguma insegurança.

1 - Como é que está a correr esta experiência como actor em Morangos com Açúcar?

Uns dias melhores do que outros… nem sempre as coisas correm como quero e isso deixa-me um pouco em baixo, mas o que é preciso é “bola para a frente”.

2- Quais foram as principais dificuldades com que se deparou ao interpretar o Bruno?

Por vezes é o texto que se torna mais complicado… ao início, o que foi mesmo mais difícil foi criar a personagem, mas actualmente o complicado é conseguir mantê-la. Com o cansaço e a falta de experiência, por vezes, a tendência é sair da personagem, e há alturas em que o Rui prevalece sobre o Bruno.

 

3 - E por que é que acha que isso acontece?

É porque falta a expperiência. Apesar de ter frequentado dois workshops na NBP e outros dois na Act, creio que não é suficiente; se calhar nem três anos de Conservatório o são. Daí que diga que, por vezes, é fácil sair da personagem, mas eu trabalho todos os dias para que isso aconteça. Por outro lado, os textos também não são fáceis porque não entram facilmente no ouvido.

 

4- Mas isso prende-se com a linguagem que é utilizada na série?

Acho que o problema é o facto de ser uma linguagem usual demais. Em representação, acho que não se deveria utilizar esse tipo de linguagem, embora estejamos a falar de Morangos com Açúcar e de ser uma série virada para uma camada mais jovem. Se esta é para ser um exemplo e uma rampa de lançamento acho que devia haver um cuidado maior.

5 - Sente-se desiludido?

Não, nada! Todos os dias gosto de pertencer ao elenco da série.

6 - Acredita que o facto do elenco ser todo muito jovem e com pouca experiência nesta área pode ser um impedimento para haver um maior progresso?

Não, muito pelo contrário. Acho que com a ajuda de uns e outros podemos progredir mais. Falo por experiência própria. Tenho a sorte de contracenar muitas vezes com o Luís Simões e a Sara Barradas, que já têm uma carreira na representação, e que me ajudam imenso. Em relação ao Luís, adoro trabalhar com ele e só posso dizer que ele é uma excelente contracena, tenho muita sorte em representar a seu lado. Há uma grande diferença de idade entre nós, para aí uns seis anos, e a verdade é que ele ganha-me pontos em termos de experiência… O Luís também tem muito mais talento do que eu, porque tenho de trabalhar o dobro do que ele trabalha para que as coisas me saiam bem.

 

7 - É habitual pedir-lhe dicas?

Peço algumas, mas trabalho muito os textos em casa. Já no estúdio, quando há um compasso de espera, é que “batermos” em conjunto as deixas.

*Informação recolhida de vários sites e blogs portugueses MCA.

MCA. não é uma série genial?

 

postado por Pedro Ribas às 17:41
| favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



Tens 3 formas de contactares comigo:

Junho 2010

Março 2010

Dezembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

EXCLUSIVO & Bruno Simões...

Vídeos | MCA7 Momentos

MCA - Vive o teu Verão | ...

Promo 2º episódio MCA- Vi...

Em 1º mão ... Ao som do r...

MCA7 - Vive o teu Verão |...

MCA7 - Vive o teu Verão |...

MCA7 - Vive o teu Verão |...